.Últimos bocejos

. Pormenores: Cruz, Paixão ...

. Kitsch I

.Velharias

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Janeiro 2015

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

Terça-feira, 10 de Outubro de 2006
Pormenores: Cruz, Paixão e Morte, Barcelos

"Cruz, Paixão e Morte", Conceição Sapateiro

Caldas da Rainha e Barcelos são duas cidades que têm em comum uma produção cerâmica tradicional de excepção. Infelizmente, a maioria das pessoas só pensa nos falos das Caldas (desculpem-me o pudor de dizer "falos" em vez de outra coisa) e nos galos de Barcelos. De Barcelos, contudo, tenho uma preferência especial pela sua arte sacra popular com aspecto caricatural. A religiosidade nortenha não se escandaliza, em nada, em representar os santos - e até Jesus Cristo - com orelhas de abano, olhos esbugalhados, ar invariantemente sorridente e proporções corporais copiadas aos bebés. Ceramistas como Rosa e Júlia Côta ou Conceição Sapateiro transformam o barro num arraial minhoto de cores e brilhos que ofuscam qualquer galo de Barcelos. De Conceição Sapateiro (autora de uma série de figuras alegóricas sobre os sete pecados capitais, de que ressalto a obscenidade recatada da luxúria - que pode ser apreciada no Museu de Cerâmica de Barcelos) é esta belíssima cruz exposta num nicho da fachada ocidental da Câmara Municipal de Barcelos, com a representação dos momentos chave da Paixão de Cristo. Apesar, contudo, da ressurreição coroar o conjunto, é interessante que o título da obra limita-se a numerar a ideia do sacrifício: "Cruz, Paixão e Morte".

Vale a pena ver a sério. Mas a Câmara já podia ter mandado alguém limpar o vidro que protege o nicho...
Artigos da mesma série: , ,
publicado por Manuel Anastácio às 19:57
link do post | Dizer de sua justiça | Quem disse o que pensou (5) | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 5 de Outubro de 2006
Kitsch I

Negativo de foto do lago do Bom Jesus, inspirado nas fotos "kitsch" da Helena

Sendo uma das palavras mais difíceis de definir e, mais ainda, de traduzir aproximadamente, o que é "kitsch", ao certo? Pedro Almodóvar é Kitsch. O Galo de Barcelos é Kitsch. Os restaurantes chineses (incluindo os que não fecharam depois das inspecções sanitárias) são Kitsch. O Bom Jesus de Braga é Kitsch. O seu lago, cheio de turistas a remar em barquinhos como se fossem carrinhos de choque é extremamente Kitsch, com as suas cercas de betão a imitar pequenos troncos de árvores. Uma foto de um local Kitsch não é, contudo, logicamente Kitsch. Desde que haja um pouco de presunção artística, o Kitsch torna-se Arte. Nisso, sou irredutível. Sem presunção, não há Arte. Mas há quem defina o Kitsch, exactamente, como um produto do mau gosto. Eu não concordo, em absoluto. O Kitsch é, antes, a interpretação colectiva que o grosso da sociedade faz da noção de beleza. É a estética das multidões, directamente influenciada pelo gosto das elites, do qual são apropriadas as características consideradas, de facto, belas. O operário que trabalha na construção de um palácio compreende como ninguém a estrutura banal do ambiente luxuoso; o espectador do São Carlos que espreita como pode os espectáculos de trás da coroa que cobre o grande brasão no fundo da sala, vê que, por detrás da talha dourada e  pormenores finamente esculpidos, há apenas toscos travejamentos de madeira (pelo menos é o que conta o Saramago nos seus Cadernos). Estes dois exemplos, que remetem para os sepulcros caiados - não serão os cemitérios o cúmulo de todo o Kitsch? - demonstram que, se formos a ver, pouco haverá no mundo que não seja Kitsch. A palavra Kitsch foi inventada pelas classes altas e adoptada por alguns artistas que necessitam dessas mesmas classes como de pão para a boca para designar toda a tentativa frustada (pelo menos a seus olhos) de fazer arte ou de praticar o "bom gosto", por parte das classes inferiores - ou seja, por parte das massas, de onde emergem os "novos ricos". Mas aqui, deparo com um dos problemas mais espinhosos: os novos ricos gostam do que é falsamente luxuoso (mármores fingidos, por exemplo)? Não! Antes pelo contrário! São os primeiros a exigir torneiras de ouro. Como sabem o que se esconde nos bastidores das salas de luxo, porque neles trabalharam, exigem, ao máximo, a integridade dos materiais (desde que essa integridade seja, de alguma forma, explícita - de nada vale ter torneiras de ouro, se os visitantes pensarem que é cromado amarelo). A não ser que, sabendo dos artifícios praticados desde  sempre pelos Grandes Senhores, prefiram facilitar as coisas...

O Kitsch não é mais, a meu ver, que a interface estética do fosso entre ricos e pobres. Posso estar enganado. Mas voltarei ao assunto.
Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 15:23
link do post | Dizer de sua justiça | Quem disse o que pensou (4) | Adicionar aos favoritos
|
.Nada sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.Artigos da mesma série

. notas

. cinema

. livros

. poesia avulsa

. só porque

. política

. curtas

. arte

. guimarães

. música

. estupidez

. traduções

. wikipédia

. religião

. poesia i

. gosto de...

. ono no komachi

. narrativas

. tomas tranströmer

. buscas pedidas

. plantas

. arquitectura

. blogues

. enciclopédia íntima

. blogs

. braga

. fábulas de esopo

. as quimeras

. gérard de nerval

. carvalhal

. animais

. cultura popular

. disparates

. Herbário I

. poesia

. póvoa de lanhoso

. estevas

. pormenores

. umbigo

. bíblia

. ciência

. professores

. vilar formoso

. barcelos

. cinema e literatura

. coisas que vou escrevendo

. curtíssimas

. Guimarães

. rádio

. receitas

. ribeira da brunheta

. teatro

. vídeo

. da varanda

. economia

. educação

. família

. leitura

. lisboa

. mails da treta

. mértola

. Música

. os anéis de mercúrio

. cachorrada

. comida

. cores

. dança

. diário

. direita

. elogio da loucura

. escola

. esquerda

. flores de pedra

. hip hop

. história de portugal

. kitsch

. memória

. ópera

. profissão

. recortes

. rimas tontas

. sonetos de shakespeare

. terras de bouro

. trump

. Álbum de família

. alunos

. ângela merkel

. arte caseira

. aulas

. avaliação de professores

. ayre

. benjamin clementine

. citações

. crítica

. ecologia

. edgar allan poe

. ensino privado

. ensino público

. evolucionismo

. facebook

. todas as tags

.O que vou visitando
.Segredos
  • Escrevam-me

  • .Páginas que se referem a este site

    referer referrer referers referrers http_referer
    .Já passaram...
    .quem linka aqui
    Who links to me?
    .Outras estatísticas
    eXTReMe Tracker
    blogs SAPO
    .subscrever feeds