Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006
Arte da treta

"Cortina de chumbo" (simulação de pintura com o Art Rage usando aplicação directa de tinta e espátula)- Manuel Anastácio (1975 - )

A treta é uma arte. Há treta que nada vale, mas há treta que nos inspira. Nada sendo, parece ser, e parecendo, torna-se algo a partir do momento em que é percebida como sendo. A arte é assim - ainda que nem sempre. A poesia é quase sempre assim. Porque a poesia é, essencialmente, a abstracção absoluta. E a abstracção é um movimento de rapto da realidade sensível para o inefável mundo da treta que faz sentido. A matemática é assim. Não existe, tal como o tempo. É treta, mas faz sentido. Aplica-se. Explica. Faz sentido. Não é, mas passa a ser.
Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 23:10
link do post | Dizer de sua justiça | Quem disse o que pensou (4) | Adicionar aos favoritos
.pesquisar