.Últimos bocejos

. Os filhos não devem ser o...

. Todas as águas

. Todos os poemas

. Hold back your love, Whit...

. Hallelujah Money, Gorilla...

. 4

. 3

. Love & Hate, Michael Kiwa...

. T-shirt weather in the ma...

. Yonkers, Tyler, the Creat...

. 2

. 1

. i

. Anacreonte

. Educação do meu imbigo

. Voltei! Ou talvez não (co...

. Uma arte, de Elizabeth Bi...

. Uma arte, de Elizabeth Bi...

. Manual de Etiqueta e boa ...

. Aurora dos Pinheiros

. Versículos angélicos

. (19/01/2014)

. Cristianismo

. Arbeit macht frei

. Isso

. Limite

. Resignação solene

. LXXVIII

. Florentino Ariza num dia ...

. I've seen horrors... horr...

. Se bem me esqueço

. Enciclopédia Íntima: Pátr...

. LXXVII

. Experimental como o desti...

. Ruy do car(v)alhinho

. LXXVI

. Overgrown, James Blake

. MS MR - Hurricane

. Buscas pedidas: "filmes s...

. Para Thatcher

. S&M

. LXXV

. Mails da treta: Ímans e a...

. LXXIV

. Agnes Obel

. Amar, casar, perverter

. LXXIII

. LXXII

. LXXI

. Amar é dizer parvoíces

.Velharias

. Agosto 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Janeiro 2015

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

Quarta-feira, 13 de Agosto de 2008
Sabe mais que uma paramécia? III

"A Vida de Galileu Galilei" - uma coisa ridícula (mas bem humorada) para combinar com outra coisa ridícula (menos bem humorada).

 

Responderam-me assim do programa "Sabe mais que um miúdo de dez anos", na sequência da minha queixa:

 

Ex.mo Senhor:

 

Em nome do Provedor do  Telespectador agradeço o email que enviou.

 

Face a algumas reclamações dos Telespectadores foi solicitada uma explicação ao responsável do concurso « Sabe mais do que um miúdo de 10 anos?».

 

Enviamos, em anexo, a resposta que nos foi enviada, esperando que seja suficiente,

 

Renovando os nossos agradecimentos pela sua colaboração

 

Melhores cumprimentos

 

Chefe de Gabinete dos Provedores

 

Fernanda  Mestrinho

 

 

Eis a resposta:

 

 

Perante as dúvidas manifestadas por alguns telespectadores quanto à pergunta «Como se designam duas rectas que se intersectam num ponto sem formar um ângulo recto?», à qual a concorrente respondeu «oblíquas», vimos esclarecer o seguinte: 

1 – A pergunta foi elaborada de acordo com os conteúdos programáticos do Ministério da Educação para a disciplina de Educação Visual e Tecnológica do 2º Ciclo do Ensino Básico, que mencionam explicitamente (na página 22) a necessidade de os alunos consolidarem as noções de «vertical», «horizontal» e «oblíquo», relacionadas entre si e importantes para a concepção do espaço.  

Assim, os programas e os materiais pedagógicos disponíveis distinguem claramente a «posição da recta no espaço» e as «relações entre rectas». Citemos, por exemplo, o manual Novo Espiral (5º e 6º anos), publicado pela Texto Editores, da autoria dos professores José Manuel Mesquita, Feliciano Mendes Gaspar e Dinis de Carvalho (toda a página 52, particularmente clara), bem como os seguintes sítios da Internet destinados a professores e alunos da disciplina de EVT: 

http://www.ensinarevt.com/conteudos/geometria/index.html 

http://www.livroevt.no.sapo.pt/index2.htm  (procurar Geometria) 
 
 

 

2 – De acordo com as referidas fontes – seguidas pelos professores de EVT do 2º Ciclo na sua prática quotidiana – , «a posição das rectas no espaço determina a sua orientação: horizontal (1), vertical (2) ou oblíqua (3):  
 

 

É claro que, quanto à sua orientação no espaço, qualquer recta que não seja horizontal ou vertical será sempre oblíqua. 

3 – Já no que diz respeito às «relações entre rectas», e ainda citando as mesmas fontes, elas podem ser: 

A) Paralelas – «Duas rectas chamam-se paralelas quando mantêm sempre a mesma distância entre si. Por mais que as prolongues, nunca se encontram.»

B) Concorrentes – «Duas rectas chamam-se concorrentes quando se cruzam num único ponto (ponto de intersecção).» 

 

C) Perpendiculares – «Duas rectas chamam-se perpendiculares quando formam quatro ângulos rectos entre si.»  
 

É claro que duas rectas perpendiculares são sempre concorrentes. 
  
 

4 – Tendo em conta o exposto e recordando a pergunta formulada no concurso – «Como se designam duas rectas que se intersectam num ponto sem formar um ângulo recto?» –, a resposta «oblíquas» não pôde ser considerada correcta, já que «duas rectas que se intersectam num ponto sem formar um ângulo recto» são sempre concorrentes (era esta a resposta), mas, como se depreende dos conceitos acima apresentados e adquiridos pelos alunos do 2º Ciclo do Ensino Básico, podem existir casos de rectas oblíquas que não se intersectem em qualquer ponto, isto é, que não sejam concorrentes, mas paralelas entre si. Veja-se o seguinte exemplo, em que estamos perante duas rectas oblíquas que não se intersectam:  
 

4 – Julgamos que esta explicação poderá contibuir para esclarecer os telespectadores. 

Cordiais cumprimentos, 

Fernando Pinto do Amaral

(Consultor do programa «Sabe Mais que um Miúdo de 10 Anos?»)

 

 

Não vou fazer mais comentários além do mail que enviei:

 

Caros:

Sou professor de Ciências da Natureza. Raízes fasciculadas não são raízes ramificadas. Não é por persistirem no erro que ele passa a ser verdadeiro.

Quanto à vossa explicação a respeito das rectas, é hilariante e revoltante. As inferências que fazem a respeito da noção de horizontal, vertical e oblíquo e das informações sobre relações entre rectas é ainda mais revoltante porque em nada esclarecem - fazem apenas uma embrulhada a partir de premissas que não parecem ter entendido.

«Como se designam duas rectas que se intersectam num ponto sem formar um ângulo recto?»

Meus caros: rectas que se intersectam num ponto sem formar um ângulo recto são e serão sempre rectas oblíquas, ainda que sejam sempre concorrentes. Nada do que me enviaram como justificação serve porque é uma justificação absurda e sem nexo.

Além do mais, o link http://www.ensinarevt.com/conteudos/geometria/index.html apresenta incorrecções na apresentação dos conteúdos. Quem mantém o site "Ensinar EVT" deve corrigi-lo de imediato - eu mesmo contactarei os autores do mesmo. Quanto ao segundo link, ele é bem claro:

"Rectas concorrentes, são rectas que se cruzam num ponto."

e


"Rectas perpendiculares, são rectas concorrentes que se cruzam num ponto [logo, são concorrentes] formando entre si ângulos de 90º ou seja ângulos rectos."

Não fala de rectas oblíquas, que são as concorrentes que não são perpendiculares (isto é, não fazem ângulo recto).

Como a RTP prefere manter o erro, vou falar com várias associações, incluindo a Associação de Professores de Matemática, para que se alertem os alunos para não assistirem a programas que supostamente têm uma componente educativa mas que falham no essencial, ao não admitirem o erro.

É vergonhoso que a televisão pública transmita ideias erradas e não tenha o civismo de apresentar as devidas correcções.

É revoltante. Tratarei de dar mais visibilidade a este assunto, apelando não só a associações de carácter pedagógico e científico como aos outros órgãos de comunicação concorrentes que, com certeza, terão gosto em explorar o filão.

Cumprimentos,

Manuel Anastácio

publicado por Manuel Anastácio às 13:58
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
|
5 comentários:
De Hugo Pereira a 13 de Agosto de 2008 às 17:14
Também efectuei a reclamação e recebi hoje essa mesma resposta. É incrível como o que ontem era verdade, hoje é mentira e o consultor do programa é capaz de repisar no erro. Acho que isto merece uma contra-resposta.

Já agora, detectei um outro erro esta semana, mas não efectuei reclamação. Era acerca da caracterização do estado do tempo e que factores é que o podiam caracterizar. A resposta ao item que faltava foi "pressão atmosférica", mas a resposta foi invalidada, porque devia ser dito "vento". Ora, como toda a gente sabe, o vento é um fenómeno que resulta da diferança de pressões, logo a resposta "pressão" é mais completa e não podia ter sido considerada errada.

Enfim... com programas destes só se desaprende.
De Manuel Anastácio a 13 de Agosto de 2008 às 17:27
O problema nem é eles errarem, mas não admitirem os erros e não os corrigirem com o mesmo destaque com que os fizeram passar como sendo verdades.
De artur a 13 de Agosto de 2008 às 20:52
de facto, o programa da disciplina de evt aborda estas duas questões. mas o real problema aqui é a visão do conhecimento veículada por concursos televisivos - limitada, redutora, ficando-se pelo soundbyte descontextualizado e colocando a mera factualidade tautológica como o bjectivo final do conhecimento.

(vejo que os comentários do sapo contiuam próximos do inutilizável. abraço!)
De Manuel Anastácio a 13 de Agosto de 2008 às 20:54
De certeza que no programa de EVT não se diz que duas rectas que se cruzam num ponto não formando um ângulo recto são rectas concorrentes. E se diz, tem de ser mudado.
De nicole a 15 de Agosto de 2008 às 11:16
muito bom o vídeo, mas vcs conseguiram entender?! huahuahuahuahuahuahuahuahuahua

Dizer de sua justiça

.Nada sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.Artigos da mesma série

. notas

. cinema

. livros

. poesia avulsa

. política

. só porque

. curtas

. arte

. guimarães

. música

. estupidez

. traduções

. wikipédia

. religião

. poesia i

. gosto de...

. ono no komachi

. narrativas

. tomas tranströmer

. buscas pedidas

. plantas

. arquitectura

. enciclopédia íntima

. blogues

. braga

. fábulas de esopo

. as quimeras

. gérard de nerval

. carvalhal

. animais

. blogs

. cultura popular

. disparates

. Herbário I

. poesia

. póvoa de lanhoso

. estevas

. pormenores

. umbigo

. bíblia

. ciência

. professores

. vilar formoso

. barcelos

. cinema e literatura

. coisas que vou escrevendo

. curtíssimas

. educação

. Guimarães

. rádio

. receitas

. ribeira da brunheta

. teatro

. vídeo

. da varanda

. economia

. família

. leitura

. lisboa

. mails da treta

. mértola

. Música

. os anéis de mercúrio

. cachorrada

. comida

. cores

. dança

. diário

. direita

. elogio da loucura

. escola

. esquerda

. flores de pedra

. hip hop

. história de portugal

. kitsch

. memória

. ópera

. profissão

. recortes

. rimas tontas

. sonetos de shakespeare

. terras de bouro

. trump

. Álbum de família

. alunos

. ângela merkel

. arte caseira

. aulas

. avaliação de professores

. ayre

. benjamin clementine

. citações

. crítica

. ecologia

. edgar allan poe

. ensino privado

. ensino público

. evolucionismo

. facebook

. todas as tags

.O que vou visitando
.Segredos
  • Escrevam-me

  • .Páginas que se referem a este site

    referer referrer referers referrers http_referer
    .Já passaram...
    .quem linka aqui
    Who links to me?
    .Outras estatísticas
    eXTReMe Tracker
    blogs SAPO
    .subscrever feeds