Sábado, 31 de Maio de 2008
Disparates II

Pormenor de talha policroma, capela do Paço de Ançariz, Escudeiros, Braga. Foto minha em  Creative Commons

 

- Diga-me, conhece palavras de origem árabe?...

- Não, não estou a ver...

- E se eu lhe disser... Alentejo, Almodôvar...

- Ah sim, como Lisboa, que era Olissipo...

(Programa "Quem quer ser Milionário")

 

O comunicado termina positivista, com a crença de que os Jogos Olímpicos de Pequim serão um sucesso.

in Infordesporto, mas inspirado na fala de um jogador de futebol (que não sei identificar), hoje, também ele muito positivista.

 

O professor Manuel Anastácio (Carvalhal, Abrantes, 16 de Março de 1975 - ) é um intelectual português. Vive atualmente em Guimarães, no norte do país. Anastácio foi um dos iniciadores da wikipédia lusófona, quando esta tinha menos de 2 000 artigos e era, essencialmente, coordenada por Jorge Candeias. A sua ação na Wikipédia tem-se caracterizado pela criação e expansão de verbetes de altíssima qualidade, pela alimentação de polémicas estéreis e pela atribuição do prestigioso prémio internacional Medalha de Carrasca. Anastácio tem se distinguido também por uma intransigente, frequentemente agressiva, mas sempre coerente posição anti-fairuse.

 

O professor Anastácio foi galardoado com diversos prémios. Entre eles devem incluir-se a medalha de ouro no 3.º WikiConcurso, o Martelo Negro, o prémio ouro da WikiPrenda, e o primeiro lugar no 6.º Wikiconcurso. O professor Anastácio vai ser também agraciado com a chave de ouro da cidade onde nasceu: Carvalhal.

 

A dedicação do professor Anastácio à Wikipédia é internacionalmente reconhecida. Numa atitude coerente, já por mais de uma vez abandonou o projeto, mas sempre regressou dado o apelo das bases. O seu estatuto de administrador por vezes contestado nunca foi verdadeiramente posto em questão, e é agora um dos administradores com mais tarimba. Enquando administrador carateriza-se por uma atitude cordial em relação aos outros editores. Quando em algumas vezes se excedeu nos seus insultos, chegou a mesmo a pedir para o bloquearem, dando assim prova de imparcialidade e sensatez.

 

Manuel Anastácio anima o blogue Da Condição Humana, um blogue de pequena dimensão e diminuta audiência, caracterizado pela atenção dada à literatura.

Artigo "Manuel Anastácio", da Wikipédia, apagado após votação. O autor do arrazoado é um impagável JP. Só soube da existência do artigo depois de ele ter sido apagado. Mas, devido a privilégios de administrador, consegui recuperá-lo aqui para o blogue. Acompanhava o artigo uma fotografia minha com a legenda: "

 


Manuel Anastácio,

 

o verdadeiro e único,

nas suas próprias palavras

totalmente alienado,

numa fotografia que o beneficia.

Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 00:05
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De Menina_marota a 1 de Junho de 2008 às 18:57
Eu sei que este texto não era para sorrir, é até muito sério, mas tive que sorrir... ;)

Um abraço ;)
De Manuel Anastácio a 1 de Junho de 2008 às 20:16
Sério? Como assim? É apenas uma piada... Nada há de sério neste artigo!

Dizer de sua justiça

.pesquisar