Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007
Curta 19
Esta senhora aqui escreveu numa caixa de comentários de um blog:

Que me perdoem, mas realmente odeio brasileiros, odeio o seu sotaque e tudo o que está relacionado com eles!!!
Bjokas gandes
Madalena

Antes de mais: esta senhora começa por dizer "que me perdoem". Só perdoo perante uma retractação sincera da mesma. Mas duvido que ela se importe muito com isso de perdões.
Supostamente, este comentário é xenófobo só a brincar, tal como o post que lhe deu origem. E eu "perdi razão" ao chamar a esta senhora (e, já agora, às suas amiguinhas) o que este comentário parece dizer sobre ela: que é uma idiota. A dona do Blog, feita censora, apagou as minhas mensagens onde ofendo esta 1 - em extenso: uma - pessoa. Mas manteve as mensagens onde ofende... quantas pessoas são mesmo? Só os brasileiros fora do seu país?... Dá para aí quantos? O engraçado, é que a dona do Blog,  que desde o início da discussão se socorria da liberdade de expressão, não me concedeu esse direito... Quanto a mim, mantenho: todas as piadas racistas, xenófobas ou que são potencialmente motivadoras de ódio entre seres humanos são próprias apenas de idiotas. Idiotas, idiotas, idiotas...

Ah: mas mesmo, mesmo, mesmo IDIOTAS!
Artigos da mesma série: ,
publicado por Manuel Anastácio às 19:32
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
15 comentários:
De Jofre Alves a 19 de Janeiro de 2007 às 21:24
Percorrer esta merecida página não é uma imposição, mas, tão-somente, um prazer lúdico, para ver a elegância, qualidade, de braço dado com a noção de estética e bem-fazer. Afinal, tenho a sorte de puder apreciar e visitar este agradável blogue. Óptimo fim-de-semana.
De Inês Ramos a 20 de Janeiro de 2007 às 00:21
Bom, para quem diz que escreve "palavras simples e leves, mas sempre sentidas" e ainda por cima "com paixão", não sei como interpretar esse ódio escrito em palavras. Não me dei ao trabalho de saber se a senhora era de Bragança...
E, Manuel, infelizmente, não acho que se trate de uma piada. Sobretudo se se afirma que o que se escreve é sentido.
Nada a fazer contra a ignorância. É o pior de todos os males.
De Moinante a 20 de Janeiro de 2007 às 09:33
Recordo-me perfeitamente quando os alentejanos eram alvos de chacota e anedotas em quantidades industriais , e por vezes com uma valente carga xenófoba , hoje em dia julgo que esse impto está direcionado para outras paragens , é triste sentirmos na pele tal sofrer...
De Cláudia Oliveira a 20 de Janeiro de 2007 às 11:50
Não ofendo em lado nenhum os brasileiros. Já te tinha dito isso. Apenas não gosto do sotaque. Sim, apaguei os comentários porque estavas-te a focar um tema que nem sequer era esse o objectivo do meu post. Precisas de aulas de inteepretação de textos. Mas, acho que já percebi tudo... Tenho cá a minha teoria de teres reagido assim. Um bom fim de semana.

Senão tinhas tema para o teu blog, arranjas-te maneira. Já servi para alguma coisinha.

De SSousa a 20 de Dezembro de 2011 às 16:23
Chego mesmo a conclusão que as portuguesas tem mesmo uma inveja doentia das brasileiras.Então bonito é o vosso sotaque??????????????????
Hahahahahahahahaha


Vão mais é tomar banho e cuidar desses cabelos horrorosos,áh e não esqueçam a depilação!!!
De Rosa_brava a 20 de Janeiro de 2007 às 14:51
"...Quanto a mim, mantenho: todas as piadas racistas, xenófobas ou que são potencialmente motivadoras de ódio entre seres humanos são próprias apenas de idiotas. "

... e não só. De pessoas sem caracter, que só olham para o seu próprio umbigo.

Mas um dia, elas próprias aprendem, quando sentirem isso mesmo na sua própria pele...

Nem vou ler o que referes. Não quero estragar o meu fim de semana.

Vinha dar-te os parabéns, pela história que o Luís Gaspar leu tua.

Muito bem construída. Gostei.

Bom fim de semana ;)
De Manuel Anastácio a 20 de Janeiro de 2007 às 17:02
Sim: a vida é curta (e o fim de semana ainda mais) para lermos coisas que não valem a pena. Obrigado por tudo. ;)
De Inês Ramos a 20 de Janeiro de 2007 às 16:15
Manuel.
Acabei de ouvir o teu conto "A Bela Adormecida" no Estúdio Raposa do Luís Gaspar.
Muitos Parabéns!
:-)
De Manuel Anastácio a 20 de Janeiro de 2007 às 16:57
Obrigado. ;)
De Jo Lorib a 21 de Janeiro de 2007 às 11:03
Em tempos não tão distantes eram(os) vocês(nós) que saiam a incomodar os outros em suas terras.
Acho eu que foi algum tipo de censura da ditadura salazarista da época, que não podia mostrar o diferente, que tirou essa lembrança da memória dos que ficaram ai.
É um dos males da riqueza, que os pobres venham incomodar no portão, com suas manias e sotaques.
Abraços desde São Paulo.
De Manuel Anastácio a 21 de Janeiro de 2007 às 12:00
Há realmente um sotaque que eu detesto: o da estupidez intolerante.
De apenasMadalena a 22 de Janeiro de 2007 às 11:46
Meu caro "Senhor" esta será a única vez em que verá no seu blog um comentário meu e agradeço desde já que não deixe comentários de qualquer espécie no meu blog.
Acho incrível a hipocrisia das pessoas que se preocupam com comentários vagos e indirectos como o meu, quando existe tanta fome no mundo, crinaças e adultos que morrem todos os dias por falta de condições tão básicas como água potável... mas enfim, sempre existiram e existirão mentes mesquinhas que gostam de dar uma de sensíveis e inteligentes, mais que os outros e sobretudo existem aqueles que devem ter falta de ocupação e então passam o tempo a contradizer aquilo que os outros pensam ou até mesmo dizem...
Que fique claro que não retiro uma palavra daquilo que disse em relação aos brasileiros, poix vieram "estragar" a vida a muitos portugueses e imiscuiram-se de tal forma na nossa sociedade que já se acham donos "do pedaço" como eles próprios dizem.
Por dizer sempre aquilo que penso através de palavras simples e com paixão, paixão pela vida e por pessoas que a mereçem e esta vai para uma das suas comentadoras que deve ter uma cabeça minúcula, é que disse o que disse no blog de determinada pessoa e não retiro qualquer vírgula ao que foi dito. Era só agora o que mais faltava era as pessoas não serem livres de expressar aquilo que sentem!!
Se existem mentes decandentes que não "aguentam" certo tipo de comentários, ainda por cima em blog's que nem são os seus, então que se retirem e que se dediquem a outras coisas... olhe como por exemplo fazer um estudo sobre o número de divórcios causados por brasileiros ou brasileiras em Portugal...
Como disse inicialmente, esta é a resposta ao seu comentário infeliz e nunca mais ouvirá falar de mim, como espero que aconteça em relação a si e aos seus "amiguinhos e amiguinhas" que devem ser todos missionários, freiras, padres e por aí fora... E fico por aqui, pq realmente não kero desçer ao nível.
Madalena
De Manuel Anastácio a 22 de Janeiro de 2007 às 12:57
LOL. Tadinha. Uma idiota a menos a frequentar o meu blog. Podia ser pior. O que acho bonito é gente deste quilate a dizer que "não quer descer de nível" - como se fosse possível descer ainda mais abaixo...
De SSousa a 20 de Dezembro de 2011 às 16:31
Sabe pq há divórcios entre os portugueses Sra.Madalena?????????


Ouvi uma história,contada por meu marido(português),que se separou de sua mulher portuguesa ( muitos anos antes de me conhecer),que para além da maioria,(não estou a generalizar),são chatas,mal-dispostas,carrancudas,não tem a mínima vaidade,secas,enfim teceu-me uma lista interminável de o pq ele deixou a ex-mulher.Enfim hoje estamos casados já a muuuitos anos e ele não quer outra coisa,sabe pq??Carinho,dedicação,bom humor,beleza,boa aparência,alegria,amor,sinceridade,espontaniedade enfim uma mulher como deve ser.
Não critique tente melhor a si mesma.
De Catarinense, Blumenau-SC, Brasil a 2 de Fevereiro de 2007 às 11:21
O fato do Brasil ter sido uma colônia portuguesa, não significa que toda a população brasileira e descendente dessa raça portuguesa burra.
Eu graças a Deus não sou descendente desses mendigos da UE; 10% da população brasileira tem alguma ascendência alemã, e eu tenho a honra de pertencer a esse 10 % (12.000.000; praticamente a mesma população dessa roça, cheia de burros, que se chama Portugal). Aqui tem se desenvolvido o pricipal dialeto brasileiro-alemão, o Riograndenser Hunsrückisch, tambem se fala o dialeto pomerano e todo mundo sabe o Hochdeutsche.
Isso sem contar o montes de imigrantes eslavos (poloneses, russos, ucranianos), italianos e japoneses (no Brasil existem as duas maiores colônias japonesa e italiana respetivamente, fora desses paises), arabes e asiaticos.
OS BRASILEROS SOMOS CRIAS DE CIDADAOS DO MUNDO INTEIRO, E NAO UNICAMENTE DESSES JUMENTOS PORTUGUESES QUE VIVEM GRACAS AS ESMOLAS DADAS PELA UNIAO EUROPEIA.
Enquanto vocês exportam vinho e bacalhau para o Brasil, nos vendemos a vocês aviões, carros, computadores; o metrô de Lisboa e aquela Ponte Vasco da Gama, construidas com tecnologia brasileira.
Eu odeio esses portugueses mistura de mouros e ciganos, que se acham a "potência" so pelo fato de estar recebendo esmolas dos paises realmente desenvolvidos da Europa, como a Alemanha (terra dos meus avôs), França, Inglaterra entre outros.
Ja disse Napoleão uma vez, A EUROPA COMECA NA FRANCA, e muita razão tinha!!!!!

Dizer de sua justiça

.pesquisar