Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006
Arte da treta

"Cortina de chumbo" (simulação de pintura com o Art Rage usando aplicação directa de tinta e espátula)- Manuel Anastácio (1975 - )

A treta é uma arte. Há treta que nada vale, mas há treta que nos inspira. Nada sendo, parece ser, e parecendo, torna-se algo a partir do momento em que é percebida como sendo. A arte é assim - ainda que nem sempre. A poesia é quase sempre assim. Porque a poesia é, essencialmente, a abstracção absoluta. E a abstracção é um movimento de rapto da realidade sensível para o inefável mundo da treta que faz sentido. A matemática é assim. Não existe, tal como o tempo. É treta, mas faz sentido. Aplica-se. Explica. Faz sentido. Não é, mas passa a ser.
Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 23:10
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
4 comentários:
De Artur a 23 de Setembro de 2006 às 23:19
Art rage? Esse não é o programa que vem com as Volito da Wacom? Para simular verdadeiramente pintura no ecrã do computador, aconselho-te o project dogwafle ou o Corel Painter.
De Manuel Anastácio a 26 de Setembro de 2006 às 01:20
É. Mas para as minhas necessidades artísticas (em termos de criação, claro), basta, :)
De Artur a 26 de Setembro de 2006 às 09:50
Sempre achei um pouco ridícula a ideia de simular pintura a óleo ou outras técnicas no computador. é levar o conceito de virtualidade longe demais. O computador abre novos campos estéticos, novas técnicas, para quê imitar o já existente? No fim de contas, ninguém usa aguarelas para simular tinta de óleo, ou gravura para simular desenhos a carvão.
De Manuel Anastácio a 26 de Setembro de 2006 às 12:02
Sim... Lá terás a tua razão. Mas não deves levar isso muito a sério e proibir-nos de brincar. Como o título bem expressa: é arte da treta... :)

Dizer de sua justiça

.pesquisar