Segunda-feira, 8 de Abril de 2013
LXXV

Eu não tinha dito? Às vezes irrito-me de ter tantas vezes razão. A esquerda cantou vitória com a decisão do TC. Era a derrota do governo, disseram. Os funcionários públicos que perderem o emprego não se vão esquecer que foram os partidos de esquerda a pedir a inconstitucionalidade das normas inviabilizadas. Esta é uma vitória do governo. Uma vitória manhosa. Sabiam muito bem que as medidas eram inconstitucionais e que assim seriam consideradas. Assim, podem culpar a Constituição e a esquerda pelas medidas que já pretendiam impor, recebendo um apoio mais alargado da população, incluindo daqueles que irão para o olho da rua, ao mesmo tempo que farão os cortes que pretendiam. E quando a recessão se agravar, têm a bateria carregada com um argumento que lhes prolongará o estado de graça por meses/anos, apesar de terem feito os mesmos cortes pretendidos ou mais. Uma jogada de génio.

Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 00:48
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De jrd a 8 de Abril de 2013 às 15:10
Se assim for, será uma “Vitória de Pirro” porque o desgaste vai ser irreversível, apenas ganharam tempo para fazer mais umas diatribes.
Lamentavelmente a esquerda não ganhou, nem ganha, porque não consegue unir-se para enfrentar o próximo embate.
O "cidadão-eleitor tuga" lamenta-se mas como tem a memória curta não aprende.
O país ou o que dele resta, esse perde, como é hábito.
:(
De Manuel Anastácio a 9 de Abril de 2013 às 21:54
A esquerda não se une,mas se unisse, seria o mesmo. A mentalidade de escravatura está enraizada. Todos querem um regime de liberdade onde podem, um dia, serem os verdugos. É assim a massa de que é feita a humanidade.

Dizer de sua justiça