Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2013
Poema em 5 minutos

Deixe a receita de lado
jogue tudo no lixo
não seja prolixo
Não seja sintético.
Não diga o que pensa
mas distenda o que sente com o rolo da graça
- se não tiver use desgraça, também funciona.
Diga algo que só você entende.
Por incrível que pareça, todos entenderão
- pelo menos os que se derem ao trabalho
--- e mande pró ... aqueles que não (também não verão).
Todos entenderão, mesmo que seja pessoal,
íntimo,
confuso,
inexplicável,
confrangedor.
Diga tudo. Mas que ninguém perceba. Só assim entenderão.

Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 21:33
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De ana ramon a 29 de Janeiro de 2013 às 00:47
Olá, Olá. Há imenso tempo que não visito os amigos e fico sempre a recear que tenham fechado os seus blogues. Por isso é com satisfação que entro aqui e encontro o A Condição Humana a funcionar, com uma escrita vibrante, como é teu costume. Continua a ser uma delícia ler-te.
Beijinho grande
De Manuel Anastácio a 16 de Fevereiro de 2013 às 11:45
Obrigado, Ana. Beijinho.

Dizer de sua justiça

.pesquisar