Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007
A minha versão de "i carry your heart with me" de e. e. cummings


Moreira do Rei, Fafe, 16 de Dezembro de 2007, foto minha em Creative Commons 3.0

Trago o teu coração comigo (guardo-o dentro
do meu coração) nunca o deixei noutro lugar (onde quer
que vá, vais comigo, meu amor; e o quer que seja feito
apenas por mim, é por ti feito, minha querida) temerei

jamais qualquer destino (pois és o meu destino, minha doçura) quererei
jamais qualquer mundo (que a tua formosura é todo o meu mundo, minha verdade)
e és tu o que uma lua sempre possa ter significado
e o quer que tenha sempre um sol cantado, és tu

aqui está o mais profundo segredo a todos velado
(aqui está a raiz da raiz e o botão do botão
e as alturas das alturas de uma árvore chamada vida; que cresce
para além do que a alma pode esperar ou o pensamento esconder)
e é esta a maravilha que mantém as estrelas separadas

Trago o teu coração (guardo-o dentro do meu coração)

Artigos da mesma série: ,
publicado por Manuel Anastácio às 01:47
link do post | Dizer de sua justiça | Quem disse o que pensou (7) | Adicionar aos favoritos
.pesquisar