Sexta-feira, 1 de Julho de 2011
XLII

Creio que levou menos tempo do que eu estava à espera para que o Estado de Graça do novo governo acabasse. E penso que isso é ridículo. Este governo não merece perder já a confiança daqueles que nele confiaram e naqueles que o queriam. Aliás: quem votou nestes senhores deve comer e calar. Não participarei em manifestações ao lado de gente que assobiou para o lado e me chamou, directa ou indirectamente, de radical, quando avisei que Pedro Passos Coelho e Paulo Portas eram aquilo que agora vão ver que são. Aliás: defendo que este governo se instale definitivamente em Portugal e se acabe com esta treta das eleições. Coelho e Portas a ditadores, já! É o que o povo português merece. Não é o que quer? Azar!

 

Nota: estou a ser irónico, claro. É que em Portugal, assim como há gente que não sabe distinguir ironias (Manuela Ferreira Leite volta, que estás perdoada), há também gente que vota sem saber distinguir um ovo de um espeto. Ouvia há uns tempos alguém a clamar contra o radicalismo estúpido do BE que defende o direito de voto para todos acima dos 16 anos de idade, porque são putos, porque não estão formados, porque sei lá o quê... E o resto do povo é o quê? Informado? Consciente? Saberá, por exemplo, que votar não é escolher a cor favorita nem quem tem omelhor penteado? Apetece-me tanto dizer asneiras...

 

Ah. Já estou a dizê-las. Apercebi-me. peço desculpa.

publicado por Manuel Anastácio às 18:42
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
3 comentários:
De Tiago Peixoto a 2 de Julho de 2011 às 21:24
Por exemplo: eu sinceramente, e não sendo convencido de mais, apenas realista, sinto-me mais preparado para votar do que alguns com 30 e tal anos que o fazem porque a cor é mais bonita.

Se votasse na cor favorita era no CDS com certeza...=D
De Manuel Anastácio a 3 de Julho de 2011 às 01:59
O CDS tem duas cores...
De Tiago Peixoto a 3 de Julho de 2011 às 10:21
Pois, mas a dominante é o azul, daí o meu voto na "cor favorita" =D. Mas eu acho que jamais votaria em Conservadores...

Dizer de sua justiça

.pesquisar