Terça-feira, 13 de Junho de 2006
Herbário I - Juncus trifidus


Com a mesma densidade

Dos caminhos que me levam

Até ti.

 

Com esta mesma verdade

Dos desejos que se elevam

Até ti.

 

Salva me

 

Esta só expressão,

Segue o meu corpo e flutua:

Nua,

Sobre a escuridão,

No correr dos nossos lençóis

E no leito do meu curso

De onde sobe em suspensão

E em mudo discurso.

 

E o lodo a meus pés

Já se entrega à morte.

Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 00:58
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De Carla Cristiana de Carvalho a 13 de Junho de 2006 às 03:11
A expressão crava-se contra a minha carne, ainda que percorra esses caminhos a medo... lá fora troveja e a luz ilumina a noite ainda mais negra e densa com aparições assustadoras. Regresso a casa sozinha, passo a passo entre a escuridão.
De artur a 13 de Junho de 2006 às 11:39
Sempre em luta contra a dissolução.

Dizer de sua justiça

.pesquisar