Terça-feira, 29 de Março de 2011
Movimento

 

 

De SebastiAn, Embody - ensaio sobre a dança enquanto ingenuidade suprema.


Há espíritos.

Hegel falou de um.

Não sei se acredito.

Nesse.

Mas há.

Espíritos.

Talvez todos juntos

Formem um - ideia básica mas não menos plausível que não existirem

Talvez dancem e se

Ignorem.

Há espíritos.

São invisíveis.

Talvez se ignorem.

Mas existem.

Eu existo logo, eles também.

Não é método. É

Algo que só os espíritos podem saber. Aqueles que me

Guiam as mãos, o olhar, a voz

Mas não no Mundo. No Mundo não há espíritos.

Nesses não acredito.

Até porque o Mundo não existe.

Há espíritos a mais para tão pouco chão.

Se o Mundo já existiu, já não existe agora, não.

publicado por Manuel Anastácio às 20:48
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
.pesquisar