Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011
Jesus ou Deus?

Fungo coral Clavaria zollingeri


 

Pedi perguntas a Deus. E Deus, lixado como é, que o diga o Diabo, veio-me com esta. Veio com uma asa avariada, tal como o anjo disfuncional do Caim do Saramago, que Deus não leu, e perguntou-me, com voz trovejante:

 

- DEUS OU JESUS?

 

E eu, cheio de temor a Deus, tendo acabado de ler o início do Oseias, só me ocorreu aquela de tomar como mulher uma prostituta, o que não parece ser conselho divino, não fosse ele lixado como nós sabemos que é. E disse-lhe, ó amigo, lá por ser Deus não quer dizer que agora tem o direito de fazer ultimatos desses. E ele (perdão, Ele) disse:

 

- EU SOU AQUELE QUE SOU!

 

E eu, cheio de temor a Deus, porque Deus é lixado e é mau para os filhos da sua primeira amada só porque são filhos da prostituição (Deus é lixado e faz os filhos pagarem os desvarios genitais dos pais, mesmo que ele tenha participado na ménage), não me fiquei e deixei bem claro que não lhe tinha nada que prestar contas, e que se alguém tinha que prestar contas dos meus defeitos era ele (perdão, Ele - que se lixe o perdão, ele mesmo) porque ninguém culpa o prato com falha pela falha que tem. Culpa-se o oleiro que, se for bom no seu ofício tem ao menos a piedade de enviar o fruto defeituoso do seu trabalho para o lixo assim que o faz, fazendo-o retornar para a reciclagem natural do Mundo que não criou. Deus há de ter, com certeza, um Mundo, por ele não criado, onde deitar o lixo que nascesse das obras que fez. Mas não o fez porque lhe dá jeito. Viver na eternidade não é coisa que cheire a ninguém. A Perfeição é, mais que tédio, inanidade e falta de imaginação. Deus precisava da Imperfeição humana como de pão para a boca. Fez-nos pequenos, pequeninos, para que não levantássemos a voz. Mas quando levantamos, ele diverte-se. É giro ver micróbios a comportarem-se como gigantes. E ele, divertido, vendo que já tinha lugar ao lado dele no Inferno (porque Deus só passeia no Paraíso pela brisa da tarde, e nem sempre, como fica claro nos primeiros versículos do Génesis), desligou o Caps Lock e deixou de gritar. Imberbe, não trazia traços de velhice. O Deus pai é, na verdade, um adolescente. Uma criançola, para dizer a verdade. Quase que dá, logo à primeira vista, para simpatizar com as suas falhas desumanas - desculpáveis, até porque nunca teve pretensões de ser humano.

 

- Deus ou Jesus?

 

E eu falei com ele com  outros modos. Que te interessa o que eu penso? Não sabes tu já o que eu penso?

 

- Se soubesse, não te tinha dado liberdade para fazeres as asneiras que fazes. Não coloquei câmaras de vigilância no cérebro de ninguém.

 

Isso fez-me simpatizar com Ele (ele, perdão), confesso. Quer dizer que não sabes tudo?

 

- Claro que não. O Espírito Santo é que anda por aí a espiolhar a trama do Mundo, não vá haver um paradoxo que me leve com o resto num estouro, para o nada.

 

E interessa-te o que eu penso?

 

- Tudo o que é humano me interessa. Por isso criei o Homem. À minha semelhança, mas não igual a mim.

 

Inferior a ti?

 

- Não diria tanto. Em termos de comparação de valor, vamos dar ao mesmo.

 

Isto fez-me simpatizar mesmo com ele. Pareces-me mais humano do que pensava. Mais que a maioria dos humanos.

 

- A culpa de me imaginarem de certa maneira é apenas da responsabilidade dos seres humanos. Volto à pegunta inicial: Deus ou Jesus?

 

Mas tu és Deus. Estou a falar contigo. E não tive o privilégio de falar com Jesus. E, confesso, pelo que sabia de ambos, que Jesus era melhor peça que tu.

 

- E se Jesus fosse Eu, de facto?

 

Não acredito. Sois muito diferentes.

 

- Somos mesmo?

 

Não. De facto, sois iguais. De facto, sois iguais a todos nós. Filhos da prostituição, citando Oseias.

 

- Estás a chamar-me o quê?

 

Isso mesmo, mas sem ofensa.

 

- ... Tu o dizes.

 

E o seu olhar de sofrimento fez-me ter compaixão dele e aceitei, por fim, o lugar reservado no Inferno, sem orgulho, sem resignação. Deus não é perfeito. E Jesus não ressuscitou.

 

Porque nunca morreu.

 

E Deus tem o dom de nos comover, fracos que somos.

 

 

...

 

 

 

- Assim, Deus vem ter contigo para discutir um assunto sério e resolves tudo com meia dúzia de frases, sem qualquer nexo?

 

Acho que foi revelação divina. Algo que nunca saberás o que é. A intuição a Deus não pertence.

 

- Confesso que, ao menos, agrada-me a conclusão. Temos a Eternidade para discutir os pormenores.

 

Tu o dizes.

 

 

 

...

 

 

- Ainda assim, a pergunta não era "Deus ou Jesus", mas "Jesus ou Deus".

 

Tens razão. Dá para outro texto. Mas tu é que me deste a volta e trocaste a ordem. Não existe a propriedade comutativa da interrogação.

 

- Tenho sono.

 

Já tinha reparado.

Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 22:02
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De gláucia lemos a 28 de Janeiro de 2011 às 12:06
Diverti-me. Dizer o quê? Para ver como Deus é democrático, Não é que ele, perdão ELE, ouviu sua afronta até o fim?
Saramago também já O xingara com a mesma expressão que você omitiu , mas ficou subentendida, acho que em Caim. À parte a irreverência, fico com a criatividade, e a leveza do desenvolvimento. Sendo católica, coloco tudo isso na área da Arte que está acima do bem e do mal. No entanto, continuemos a pedir a ele, perdão ELE, que abençoe o autor, todos os leitores, e não se esqueça também de abençoar a esta amiga sua e dele, perdão, DELE . Beijo.
De Maria Helena a 28 de Janeiro de 2011 às 13:41
Das duas, uma: Ou te mando a conta do anti rugas carérrimo que tenho de usar porque choro de cada vez que cá venho e mais a consulta médica para perguntar se é patológico chorar e rir, ao mesmo tempo, ou...errr...errr... Adiante!

Quem vai ter uma conversinha com Deus sou eu! Então, Ele a ti envia-te perguntas quando pedes e a mim faz-me viver com imensas perguntas, tantas, que mesmo que lhe diga«Não mandes mais, por favor», Ele faz-se de mouco e continua a atolar-me em perguntas?! Ah! Não! »O Manel é filho e eu sou enteada, não é?E Ele »Não sejas invejosa, sabes lá tu, se ao Manel eu mandei A pergunta?» Humgpffff

Olha o que Deus diz que vai fazer com a prostituta: «Vai, de novo, e ama uma mulher, que é amada por outro, e que comete adultério, pois é assim que o Senhor ama os filhos de Israel[...]. Farei em favor dela, naquele dia, uma aliança com os animais selvagens, com as aves do céu e com os répteis da terra; farei desaparecer da terra o arco, a espada e a guerra, e farei com que eles repousem em segurança.
Então, te desposarei para sempre; desposar-te-ei conforme a justiça e o direito, com amor e misericórdia.
Desposar-te-ei com fidelidade, e tu conhecerás o Senhor.»
[vou dizer baixinho para não me interromper: experimenta relacionar Oseias com a Samaritana]

Quanto aos pratos lascados e o lixo de Deus...Ora essa! "Deus é a eterna força que do mal retira o bem", já dizia o Johann Wolfgang.

Que Deus te guarde e te dê a paz.

Dizer de sua justiça

.pesquisar