Terça-feira, 12 de Outubro de 2010
XV

Hoje apercebi-me de que posso ver a mais cruel maldade nos olhos de uma criança. Mas o que mais me horrorizou foi não ficar horrorizado com isso.

publicado por Manuel Anastácio às 22:44
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
1 comentário:
De Gerana Damulakis a 13 de Outubro de 2010 às 18:15
E é a maldade sem filtros, escancarada. É do ser humano, independe da idade; o que depende da criança é o aprendizado do modo como tal maldade deve ser disfarçada. E isso, sim, é lamentável.

Dizer de sua justiça

.pesquisar