Quarta-feira, 12 de Maio de 2010
Tudo a ver

Porque é que o PS há de apoiar o Manuel Alegre se já tem o Cavaco?

 

Post scriptum (expressão latina que tem mais razão de ser hoje em dia que antigamente): todos sabem que sou do Bloco de Esquerda. Mas JAMAIS votarei nele, no Alegre, para presidente da República. Ele que vá lamber as botas da "esquerda possível" no quintal dele. Isto, só para falar de algo diferente, no dia em que até me encantei a ouvir os melismas polifónicos de uma bem treinada Avé Maria via Procissão das Velas para, logo a seguir, desesperar com uma solista que nos faz apetecer ouvir Tony Carreira. Uma das razões por que sou agnóstico é, exactamente, porque a música religiosa actual é, geralmente, intragável. E religião sem música é o mesmo que um BigMac sem carne... Ora, não gostando   odiando desprezando eu o MacDonalds... Dêem-me um pouco de Mozart, Bach, Brahms, Part (falta o trema, mas tenho mais que fazer que resolver a falta dele no teclado), Jacques Brel, Elis Regina, os Fleet Foxes (ou mesmo os Why?), e ressuscitarei em mim Deus na sua incompletude. Seja o do AT seja o do NT. A Gerana diz que tudo o que é bom no Cinema vem da Literatura (eu discordo, mas não por uma mera oposição: a minha opinião é que o cinema é sempre literatura, venha ele de onde vier)... Enfim, muito gostaria eu de dizer. E só me lembrei de dizer que, provavelmente, vou votar em branco nas próximas eleições. Não era só o que eu queria dizer. É o que eu consigo dizer por hoje.

 

Graças a Deus, e ao papa, e a Sócrates, amanhã tenho feriado... mas confesso que, apesar de me saber bem, jamais me daria a esse luxo por vontade própria...

Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 22:21
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De Maria Helena a 14 de Maio de 2010 às 20:48
O meu voto o Alegre também não terá.
Uma lástima,uma lástima.
De Silvério Salgueiro a 16 de Maio de 2010 às 20:51
Qualquer dos dois candidatos não é suficientemente empolgante para que um Silvério tome partido. literaturas.blogs.sapo.pt 95930.html

Dizer de sua justiça

.pesquisar