.Últimos bocejos

. Todas as águas

. Todos os poemas

. Hold back your love, Whit...

. Hallelujah Money, Gorilla...

. 4

. 3

. Love & Hate, Michael Kiwa...

. T-shirt weather in the ma...

. Yonkers, Tyler, the Creat...

. 2

. 1

. i

. Anacreonte

. Educação do meu imbigo

. Voltei! Ou talvez não (co...

. Uma arte, de Elizabeth Bi...

. Uma arte, de Elizabeth Bi...

. Manual de Etiqueta e boa ...

. Aurora dos Pinheiros

. Versículos angélicos

. (19/01/2014)

. Cristianismo

. Arbeit macht frei

. Isso

. Limite

. Resignação solene

. LXXVIII

. Florentino Ariza num dia ...

. I've seen horrors... horr...

. Se bem me esqueço

. Enciclopédia Íntima: Pátr...

. LXXVII

. Experimental como o desti...

. Ruy do car(v)alhinho

. LXXVI

. Overgrown, James Blake

. MS MR - Hurricane

. Buscas pedidas: "filmes s...

. Para Thatcher

. S&M

. LXXV

. Mails da treta: Ímans e a...

. LXXIV

. Agnes Obel

. Amar, casar, perverter

. LXXIII

. LXXII

. LXXI

. Amar é dizer parvoíces

. Orgasm (Rock Cave), de Cr...

.Velharias

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Janeiro 2015

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009
Naquela aldeia, uma árvore, e debaixo dela, homens

Hoje, vi um homem a chorar por causa de um carvalho que está a morrer. Basta-me isso para acreditar. No quê? Será preciso dizer?

 

Não levei máquina fotográfica e não pude registar nem as lágrimas nem os ramos secos da árvore.

 

Hoje estava para falar de Daniel Barenboim e das suas palavras sobre a música e sobre o Todo, que me foram oferecidas em presente pela Maria Helena. Tive, contudo, que percorrer os campos de Serzedelo e de Guardizela em campanha eleitoral. Terminei o dia num jantar da lista do Bloco de Esquerda em Serzedelo, numa sala apertada do grupo desportivo local. Foi aí que vi gente que apenas quer "fazer o bem". Não querem impor a ditadura do proletariado nem fazer uma revolução cultural maoísta. Querem apenas que as telhas, postas sobre a Igreja de Santa Cristina, pela proverbial incompetência do IGESPAR não deixem a água escorrer para cima do padre e das crianças que aí têm a doutrina nem firam a cabeça de quem esteja debaixo do beiral. Querem que uma ponte românica não seja devorada pela indiferença. Querem que os antigos marcos administrativos do Concelho de Barcelos (conta a História) não sejam roubados para enfeitar jardins privados.

 

Hoje, vi um homem a chorar por causa de um carvalho que está a morrer. Basta-me isso para acreditar. No quê? Será preciso dizer? O silêncio não será suficientemente eloquente? Hoje estava para falar do silêncio como matéria e força gravítica da música e da poesia, de acordo com as palavras de Barenboim. Um justo, como me dizia em carta a Maria Helena. Um justo. Hoje, estive com homens e mulheres que são justos. Que sabem que a gamela do poder não está aberta para a sua boca. Nem é preciso. Os justos não têm a boca cheia de fome. Têm a boca como a das aves, que regurgitam vida para outras bocas, mesmo quando o corpo começa a render-se à inanidade. Não andámos à caça de votos. Andámos à pesca de homens justos, como São Pedro, que nos brindou com um fim de dia chuvoso. À pesca de vontades, de justiça e de bondade. Foi um bom dia.

 

Hoje vi o Josias, cabeça de lista por Serzedelo emocionado por causa de árvores, de fontes, de pedras lavradas... E as pessoas? O Josias não se preocupa com as pessoas, dirão alguns que me vierem a ler? E eu respondo com o silêncio claro das manhãs que cantam. Não há discursos nem doutrinas políticas que façam sombra a quem ama a vida sem enganos.

Artigos da mesma série: ,
publicado por Manuel Anastácio às 22:13
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
|
2 comentários:
De Maria Helena a 8 de Outubro de 2009 às 13:17
Ser justo no AT nada tem a ver com ser honrado ou cumpridor da Lei.
No AT ser justo significa ser seguidor e fiel (essencialmente fiel) à bondade e ao amor de Deus.
Todos sabemos que é bem mais fácil ser honrado que ser bondoso.
E também sabemos que muitos que pregam Deus apenas apregoam a Lei esquecendo-se da Boa Nova.
Josias, que chora a morte de um amigo que transporta, desde as raízes às folhas sussurrantes de sopros de vida, o património de muitos afectos é um homem bom, de certeza.
Justo, portanto.
De Manuel Anastácio a 8 de Outubro de 2009 às 19:29
É, com certeza. NO sentido do AT e do NT, também...

Dizer de sua justiça

.Nada sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.Artigos da mesma série

. notas

. cinema

. livros

. poesia avulsa

. só porque

. política

. curtas

. arte

. guimarães

. música

. estupidez

. traduções

. wikipédia

. religião

. poesia i

. gosto de...

. ono no komachi

. narrativas

. tomas tranströmer

. buscas pedidas

. plantas

. arquitectura

. blogues

. enciclopédia íntima

. blogs

. braga

. fábulas de esopo

. as quimeras

. gérard de nerval

. carvalhal

. animais

. cultura popular

. disparates

. Herbário I

. poesia

. póvoa de lanhoso

. estevas

. pormenores

. umbigo

. bíblia

. ciência

. professores

. vilar formoso

. barcelos

. cinema e literatura

. coisas que vou escrevendo

. curtíssimas

. Guimarães

. rádio

. receitas

. ribeira da brunheta

. teatro

. vídeo

. da varanda

. economia

. educação

. família

. leitura

. lisboa

. mails da treta

. mértola

. Música

. os anéis de mercúrio

. cachorrada

. comida

. cores

. dança

. diário

. direita

. elogio da loucura

. escola

. esquerda

. flores de pedra

. hip hop

. história de portugal

. kitsch

. memória

. ópera

. profissão

. recortes

. rimas tontas

. sonetos de shakespeare

. terras de bouro

. trump

. Álbum de família

. alunos

. ângela merkel

. arte caseira

. aulas

. avaliação de professores

. ayre

. benjamin clementine

. citações

. crítica

. ecologia

. edgar allan poe

. ensino privado

. ensino público

. evolucionismo

. facebook

. todas as tags

.O que vou visitando
.Segredos
  • Escrevam-me

  • .Páginas que se referem a este site

    referer referrer referers referrers http_referer
    .Já passaram...
    .quem linka aqui
    Who links to me?
    .Outras estatísticas
    eXTReMe Tracker
    blogs SAPO
    .subscrever feeds