Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009
Professor Anastácio, especializado em esconjuros de mau olhado e outras mazelas e feitiços de maldade. Consultas grátis.

Chega-me a notícia de que tenho poderes sobrenaturais ou, pelo menos, não acreditando muito nessas coisas, pareço ser tão bom como o professor Makumba ou outro qualquer do género. Um senhor da minha terra (o Simão do cabeço da Igreja) chegou aos meus pais, perguntando a meia aldeia quem era um tal de Manuel Anastácio de lá, e que escrevia na Internet. Entrou no meu blogue à procura de rezas contra o quebranto. Achou uma. Leu-a em conjunto com a família e, no fim, enquanto se sentiam libertos do peso malsão que sobre eles pairava, o candeeiro suspenso na sala onde estavam caiu estrondosamente no chão.

 

Se é mentira, não fui eu quem inventou.

Artigos da mesma série:
publicado por Manuel Anastácio às 18:21
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
11 comentários:
De Maria Helena a 28 de Agosto de 2009 às 18:59
Já o imagino a escrever os posts com ar de Manuel Karamba.
Ri tanto, tanto.
Mas ouça, o candeeiro não caiu em cima da cabeça de ninguém? :-))))))
De Manuel Anastácio a 28 de Agosto de 2009 às 20:06
Suponho que não. Ainda sou acusado de homicídio por negligência...
De artur a 28 de Agosto de 2009 às 20:04
já sabes, quando te fartares dos ministérios, dos profs e das directorias (não digo dos miudos que são sempre fixes), tens negócio garantido para montar....
De Manuel Anastácio a 28 de Agosto de 2009 às 20:10
Não sou de cobrar pelos Dons que me foram concedidos por graça divina, benza-me Deus... Vou mesmo continuar a aturar outros géneros de feitiços para ganhar a vida.
De Anabela Lopes a 28 de Agosto de 2009 às 20:38
Ai, que eu ia rebolando a rir!!!
Há coisas que nem lembra ao "Diabo" (salvo seja)... mas, espero não desiludi-lo, penso que a queda do candeeiro nada tem a ver com os seus poderes sobrenaturais... acho que as porcas e parafusos deviam estar mesmo em mau estado!!! :P
De Manuel Anastácio a 28 de Agosto de 2009 às 20:58
Aposto que quando acabaste de escrever este comentário, saltaram peças do teclado... Não se troça com o sobrenatural...
De Gerana a 28 de Agosto de 2009 às 22:28
Fui conferir a reza e irei copiar e salvar. Gosto muito de rezas, resquícios da infância. No meu tempo de criança, sempre me rezavam. Havia uma negra (que todavia guardava seu cabedal de bisneta de escravos) que trabalhava lá em casa e sabia rezar. Minha mãe sempre achava que, quando me elogiavam na rua, eu já voltava para casa com febre. Era olhado, e tome reza com galhos de arruda. Se os galhos ficavam caídos, ao final da reza, era porque tinha sido olho gordo mesmo.
Ajude-me, então, Manuel, mande uma reza forte para mim, para que a gripe suína não me pegue, já estou ficando neurótica de tanto usar alcool gel nas mãos e se alguém espirra eu não resisto e digo Vá ter educação e não espirre. Aramis diz que vou acabar levando umas bolachas na cara um dia deste, se a pessoa tiver virada dos cornos. Minha fé agora está com os poderes de MA.
De Gerana a 28 de Agosto de 2009 às 22:33
Não resisti e voltei, todavia ainda estou rindo. E pensar que faz pouco acharam que vc era Testemunha de Jeová. Veja o engano: vc é macumbeiro!!!
De Manuel Anastácio a 29 de Agosto de 2009 às 02:32
Sou pior que os camaleões...
De Silverio Salgueiro a 29 de Agosto de 2009 às 07:00
E não teria sido mérito do rezador?
De Manuel Anastácio a 29 de Agosto de 2009 às 11:15
Até pode ter sido, mas se assim foi, ele mesmo não se apercebeu...

Dizer de sua justiça

.pesquisar