Quarta-feira, 15 de Julho de 2009
Enciclopédia Íntima: Nudez

Natasha, de Man Ray, 1931

 

Quem escreve em pessoana verdade despe-se sempre, mesmo que se esconda atrás de um diáfano e queirosiano véu de fantasia.

 

 

publicado por Manuel Anastácio às 22:46
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
5 comentários:
De Gerana a 16 de Julho de 2009 às 03:04
Muito bacana!
Já era! O lance do congresso, eu perdi a data, foi até 30/06. Eu pretendia incluir alguma palestra sua, caso vc aceitasse obviamente. Seria para comentar, debater, sobre a literatura portuguesa. A realização do evento será em setembro, mas a agenda já foi concluída. Culpa minha, que pena. por outro lado, nem sei se vc aceitaria o encargo.
De Manuel Anastácio a 16 de Julho de 2009 às 08:14
Aceitar, aceitaria... ir até aí é que seria um pouco mais complicado...
De Maria Helena a 16 de Julho de 2009 às 14:13
"Quem escreve em pessoana verdade..." ?!
E eu a sentir que aqui se escrevia em anastaciana verdade, com tempero amigaliano...
De Manuel Anastácio a 16 de Julho de 2009 às 14:21
Não disse que era eu que escrevia assim...
De Maria Helena a 16 de Julho de 2009 às 14:26
Pois não... Chuifff...Preciso de férias...Chuifff

Dizer de sua justiça

.pesquisar