Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009
Dinossauros

Gertie, the Dinossaur, de Winsor McCay, 1914.

 

A minha prima Saicil pode ficar contente por não estar sozinha nas suas dúvidas quanto à real existência dos dinossauros. O Saramago também tem as suas dúvidas:

 

"(...) E não só gente, também animais, como foi dito, alguns de certo porte, como os bois e os cavalos, e em particular o paquiderme conhecido na corte portuguesa como Salomão, cujos pés, só por si, teriam deixado no solo a marca de umas pegadas enormes, quase circulares, como as dos dinossauros de pés redondos, se alguma vez existiram."

 

José Saramago, "A Viagem do Elefante", Editorial Caminho, página 88

Artigos da mesma série: ,
publicado por Manuel Anastácio às 03:00
link do post | Dizer de sua justiça | Adicionar aos favoritos
3 comentários:
De Anabela Lopes a 28 de Maio de 2009 às 09:02
Professor Manuel:
Eu não sou ninguém para afirmar que os dinossauros existiram... sou apenas uma estudante, que por acaso estuda, entre outras coisas, paleontologia. Só digo que não existe apenas pegadas, há também esqueletos fossilizados (verdade que nunca apareceu um inteiro, aquilo que vemos no museu em Londres são reconstituíções). Mas se eles existiram, em Portugal temos muitas "evidências" disso. Eu prefiro acreditar que existiram, é daqueles mitos que me faz mover.
Ah, e os dinaussauros, se existiram, não se extinguiram na totalidade... evoluíram para as aves!!! (e não para os répteis, como muita gente pensa!)
Um abraço,
Anabela
De Manuel Anastácio a 28 de Maio de 2009 às 13:33
Não compreendo este comentário, Anabela. Eu sei tudo isso que referes e não o ponho em dúvida sequer. O que te levou a crer que não acredito em dinossauros, e que não sei que existem esqueletos (até embriões, acrescento) nem que sei, também, que os mesmos evoluíram para aves?

Agradeço a tua preocupação. Mas confesso que não entendo.

Aliás, não entendo porque dizes que é "um mito". Não é um mito. É um facto que só pessoas muito teimosas poderão contestar.
De Anabela Lopes a 28 de Maio de 2009 às 14:02
Professor Manuel,
desculpe se o deixei confuso. O comentário não é dirigido a si, pessoalmente (embora, confesso, tenha entendido que defendia essa teoria). É um comentário geral, porque sei que há muita gente que duvida da existência dos dinossauros - incluindo os meus pais, mas coitados, têm o 4º ano. Por exemplo, ainda ontem ouvi a história de um rapaz da minha idade que ainda acredita em Adão e Eva. Era apenas um comentário tentando esclarecer que há factos, mas, como disse, não sou ninguém para afirmar que existiram. Não havia nada de irónico nisto, se foi o que dei a entender. Peço desculpa.
Um abraço,
Anabela Lopes

Dizer de sua justiça

.pesquisar